Tipos de pavimentação que você precisa conhecer!

A escolha dos tipos de pavimentação que serão utilizadas tanto nas vias públicas quanto nas ruas do condomínio podem ser uma decisão muito difícil mesmo com poucas opções a disposição. Analisar o custo-benefício ao longo de toda a sua vida útil pode acabar sendo um excelente parâmetro para determinar a melhor opção para a obra em questão.

Há três tipos de pavimentação que podem acabar sendo destinados para uso em vias públicas. São o flexível, semirrígido ou rígido e cada um possui suas características e particularidades que os fazem ser melhor indicados para determinados casos.

Entender as diferenças entre eles e conhecer a fundo os detalhes de cada obra acabam sendo fundamentais para determinar qual melhor atende as necessidades específicas para o momento. Dentre os fatores que devem ser observados para determinar o tipo de pavimentação correspondente, por exemplo, há a intensidade do tráfego no local, suas propriedades geotécnicas e o sistema de drenagem superficial.

A partir do conhecimento destas características acaba sendo possível determinar mais claramente qual melhor atende a sua obra.

Abaixo reunimos um pouco das principais características dos tipos de pavimentação de vias públicas.

Tipos de pavimentação

Pavimentação flexível

O asfalto acaba demandando de menores investimentos e por vezes resolve bem a situação sendo a melhor indicação, ao menos atende bem as necessidades e acaba sendo por isso muito utilizado. Na pavimentação flexível temos a base granular com cobertura asfáltica.

Quando bem planejada e adequadamente executada a pavimentação flexível se adequa e atende bem as necessidades demandadas em uma vida pública. Todavia, precisa de intervenções constantes para a realização de reparos mantendo sua boa funcionalidade.

Aliás, tem como vantagem ser de fácil manutenção visto que pode receber intervenção apenas no local, além disso, possui uma vida útil interessante com cerca de dez anos. No caso de necessária remoção a manta asfáltica tem total aproveitamento.

Semirrígida

Esse tipo de pavimentação tem base concretada e recebe uma cobertura de pavimento flexível. Apresenta um nível de deformidade intermediário superior ao anterior. Tem sua indicação de uso sobretudo para locais onde há o trafego de veículos pesados. Pelo seu nível de deformação tem alta contraindicação para receber pontos e estruturas estáticas como, por exemplo, pontos de ônibus.

Em comparação com o pavimento rígido que te apresentaremos abaixo o semirrígido também acaba sendo indicado sobretudo por sua boa capacidade de manutenção e igualmente de implementação. Tem sido uma opção adotada quando o objetivo é reduzir os custos atendendo bem as necessidades.

Os seus custos de execução são relativamente baixos e assim como o pavimento do tipo flexível também pode acabar sendo reciclado.

Pavimento rígido

O pavimento rígido apresentará ao longo do tempo menor necessidade de manutenção e reparo e é feito através de placas de concreto. Entre os três, pavimento flexível e semirrígido, o rígido acaba sendo o que menos se degrada e o que apresenta melhor resistência ao derramamento de combustível e óleo, comum dos veículos que trafegam sobre ele.

São excelentes opções para construção de pontos estáticos como os pontos de ônibus que são contraindicados no pavimento semirrígido. Há muitas vezes a combinação entre pavimento rígido e semirrígido em corredores de ônibus onde nos pontos utilizam o pavimento rígido e o semirrígido no caminho entre um ponto e outro.

Apresenta um custo de implantação significativamente mais elevado e em casos de problemas toda a placa de concreto deve ser substituída. O que encarece ainda mais esse tipo de pavimento é que o mesmo não pode ser reciclado. Isso acontece porquê o concreto já está misturado com graxa e também com óleo.

Procure maneiras adequadas de descartar.

Pisos intertravados ou pavers

Esse tipo de piso é destinado às áreas externas de estacionamentos, áreas externas de edifícios e também pode acabar sendo colocado em calçadas. Consistem em pequenos blocos de concretos que são chamados de pisos intertravados ou pavers. Eles são apresentados diretamente sobre o solo e a sua principal característica e vantagem é permitir o escoamento de água. O escoamento é possibilitado pelo espaço entre as peças que permitem a passagem da água.

A vida útil dos pisos intertravados é de cerca de vinte anos e podem acabar sendo retirados temporariamente para a colocação de instalações enterradas.

Gostou de saber mais sobre os tipos de pavimentação? Então não deixe de acompanhar os demais artigos do blog, temos muitas outras novidades para você!

 

Publicado dia 11/03/2021
31/01/2024

Quais os principais documentos para iniciar uma obra de construção civil? Confira agora!

Realizar uma obra de construção civil é um processo que envolve não apenas a execução física, mas também uma série de trâmites burocráticos. Em geral, há um padrão de documentos exigidos, mas dependendo da região em que a obra é […]

26/09/2023

5 tendências da construção civil para o ano de 2024

A indústria da construção civil vem passando por um período de evolução notável, impulsionada pelo desejo contínuo de aprimorar processos de edificação e implementar inovações na construção civil que atendam significativamente obras e reformas.  Cada ano traz consigo novas perspectivas […]

05/09/2023

Oportunidade de investimento imobiliário: conheça o Primordiale

O Primordiale é o novo formato de condomínio fechado em Lucas do Rio Verde/MT. O empreendimento foi incorporado e está sendo executado pela Construtora Yanagawa. Ele conta com infraestrutura completa que proporciona lazer, segurança, conforto e sofisticação na medida certa.  […]

FALE COM A GENTE

Somos uma construtora e incorporadora, nascida em Cuiabá no ano de 2010, com o propósito de atender demandas de obras comerciais, industriais e institucionais. Nosso objetivo é projetar e construir com alto profissionalismo e competência.